domingo, 5 de setembro de 2010

Filme "Nosso Lar" recebe pesadas críticas em sua estréia

12:32 Posted by O Blog dos Espíritas , , , ,
Redação

A obra de ficção espiritualista "Nosso Lar", psicografada por Chico Xavier, de autoria do espírito André Luiz, estreou nesta sexta-feira, 03 de setembro, nos cinemas nacionais. As críticas feitas pelos principais portais da internet ao filme, como o "Omelete" e "Interrogação" ao filme, são pesadas. Destacamos aqui alguns trechos:

"Não me importei em momento algum com as diversas cenas que insistem em como os céticos estão errados sobre o pós-vida (é papel óbvio do filme tentar me convencer do contrário), mas a chegada ao Nosso Lar das vítimas do Holocausto, estrelas de Davi costuradas no peito e peot no cabelo, é difícil de assistir." (Érico Borgo - Omelete)

"O elenco de Nosso Lar é extremamente fraco, para não dizer péssimo, o que acaba comprometendo demais o filme. O personagem principal não convence e, como narrador, é pior ainda. Os demais personagens também são muito falsos e, certas cenas que deveriam ser dramáticas, acabam gerando risos de tão ridículas que ficaram. Sem falar na maneira como os diálogos foi construída, que apenas piorou a situação. Eles são muito didáticos e formais, criando uma atmosfera artificial ainda maior." (Daniel Kossman - Interrogação)

Também existem críticas que mostram total desconhecimento do Espiritismo, como esta:

"Totalmente sintonizado com o pensamento de Allan Kardec, Nosso Lar é um filme sobre redenção, segunda chance e - principalmente - evolução. Ele opta por uma linguagem simples e direta – pode-se dizer até didática – com a finalidade de atingir o maior número possível de pessoas. Um didatismo que esbarra muitas vezes na ingenuidade, e que aponta para o catequético." (Celso Sabbadin, Cineclick)

Ledo engano do autor achar que a obra "Nosso Lar" é coerente com as obras de Allan Kardec. Nada pode ser mais contraditório com a Codificação Espírita que o relato de "Nosso Lar" feito por André Luiz.

Para os interessados em conhecer verdadeiramente a Doutrina Espírita, recomendamos a leitura dos textos abaixo e o estudo da Codificação.
"Segue-se que a opinião de um Espírito sobre um princípio qualquer não é considerada pelos espíritas senão como uma opinião individual, que pode ser justa ou falsa, e não tem valor senão quando é sancionada pelo ensino da maioria, dado sobre os diversos pontos do globo." (Allan Kardec, Revista Espírita, 1865)

"Mas nunca será demasiado repetir: não aceiteis nada cegamente. Que cada fato seja submetido a um exame minucioso, aprofundado e severo.” (O Livro dos Médiuns – Kardec – item 98)